<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, agosto 27, 2003

La Baule 

Algumas dúvidas levantadas pelo meu caro amigo BJ relativamente à estância balnear que me acolheu este fim de semana:

O teu refinado e eclético gosto leva-te a escolher "mais bela praia do mundo".[...] A julgar pelo [site], a praia parece ser um foco de diversão e loucura. Recomendo que não percas a viagem na máquina do tempo (as babes da página inicial parecem estar a viajar nos anos 80, que look é aquele????), onde é que já se viu um marketing tão mau para "as mais belas praias"?

Este site faz-me questionar sobre o target do mesmos e em que é que pensou o Franciú que, sentado no seu escritório, julgou estar a criar a última maravilha à face da terra. Assim e tendo como única referência a já referida fotografia da página inicial vou tentar definir um pouco o target desta tão acutilante página. Assim o consumidor de La Baule gosta:

- de tempo encoberto;
- de seguir o campeonato Alemão de Halterofilismo Feminino,
- do (bem português) cheiro a campo (o que é que faz dois gaijos jogarem pólo na praia - ainda não ouviram falar do tradicional jogo de raquettes ou daquela parvoice das bolas coloridas que passamos o tempo todo de peida para o ar) devido às cagadelas dos cavalos
- da saudosa Belle Dominique e do Carlos Castro (as babes da foto afinal são gaijos)

Não quero com este e-mail desmotivar os teus 900 Kms, mas pelo sim pelo não leva um bom livro, um baralho de cartas e eu não gastava dinheiro com o Protector Solar.
BJ

Confesso que, a início, as mesmíssimas dúvidas me assaltaram o espírito. Mas a confiança no bom gosto da amiga da Maria Rita que sugeriu o local (afinal, ela trabalha numa agência de viagens...) e uma manifesta falta de alternativas fez-me seguir em frente sem hesitar.

E não é que o raio da praia era mesmo boa? uma baía enorme, lindíssima, limpa, com TGV directo, centenas de catamarãs para alugar, areia branca e fina, bom tempo, mas mesmo assim: não está a abarrotar (de manhã está deserta) e toda a gente tem bom aspecto, até as vendedoras do mercado da fruta são giras!
Eu acho que aquele site é na verdade uma astuta manobra de marketing negativo para afastar as massas. Principalmente pobres, intelectuais de esquerda, imigrantes portugueses, adolescentes anti-globalização, pretos, magrebinos e todos os outros cidadãos de que o francês de gema ("françouillard de base") não gosta mas não diz que não gosta (a não ser quando tem a identidade protegida e vota Le Pen sem medo de destruir a máscara republicana). Só uma campanha cuidadosamente arquitectada para destruir a imagem exterior da cidade consegue manter o estado de graça.
Eu cá estou lá batido assim que tiver outra oportunidade, oh se estou!

This page is powered by Blogger. Isn't yours?