<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, dezembro 17, 2003

O emigra reentra para as vacanças de Nouél 

Na vida de qualquer bom emigra, retorna ciclicamente a altura do ano em que o rito se impõe à racionalidade e urge o regresso à pátria para comer rabanadas e inspeccionar as obras no chalet de inspiração suíça "Sonho da minha Mãe". Sucedem-se os almoços, lanches, jantaradas, saídas nocturnas, todas as actividades de uma cultura social construída à volta do prato e do copo. A vida cibernética afoga-se e deixa poucas saudades.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?